Monthly Archives: December 2012

Como dói

Para você que chegou ao blog digitando em um site de buscas “como doi ser magoada”, quero lhe dizer:

você veio ao lugar certo. eu sei.


550760_4945498083388_1238121485_nOutro dia, uma amiga postou essa imagem em uma rede social e me lembrei que, sempre que ouço esta música (frequentemente), eu penso como não existe, em português, uma palavra satisfatória para traduzir “heavenly”. Um advérbio de intensidade que se relacione com a palavra “paraíso”.

Mas mesmo “paraíso” parece não abarcar o significado de “heaven”. Para isto, existe a palavra “paradise”. Sei que “heaven” é o que consideramos o paraíso celeste, em outras palavras, o céu para onde vão as almas boas.

No entanto, “paraíso” e “paradise” me soam profanos demais.Quase como se esse paraíso não contivesse em si nada de  metafísico ou espiritual, como se fosse algo tremendamente bom mas que só conheceríamos em vida.

Chega a ser frustrante não existir uma palavra como heavenly que se pudesse usar correntemente em português. Só quem ama esta música por entender e sentir (ou ter sentido) em todas as células do corpo e em todos os buracos da alma este verso, pode compreender e apreciar o valor (e até a verdade) de que morrer ao lado de alguém, seja uma maneira ´heavenly´de ir.


ainda calada.

petrificada diante do querer e não querer. do atrair e repudiar.

ainda é não.

as vezes físico. na maioria das vezes, é não da alma.


%d bloggers like this: